domingo, 11 de maio de 2014

Fusca Pé de Boi


Em tempos em que asfalto no Brasil era novidade para a maioria da população, o fusca se destacou pela sua robustez e confiabilidade para enfrentar as estradas de chão esburacadas de nosso país. Em 1965 a VW lançou o Fusca apelidado de pé de Boi. Apelido dado pelo fato deste modelo ser desprovido de qualquer luxo ou acabamento. A intenção da VW era de oferecer um veiculo simples e barato, mas que resistisse a realidade das estradas na época. 
 
 Propaganda veiculada pela VW de seu Pé de Boi!


 

Fusca  Pé de boi 65/66
Não possuía o friso no estribo
Não tinha forração de chão.. era tudo pintado na cor do carro
A ponteira de escapamento era no lado do passageiro porém possuía as duas curvaturas
O  teto só tinha forração no centro (tecido furadinho) e o resto na cor do carro
Não existia o quebra sol e o espelho era o mesmo dos outros modelos.
A lanterna traseira era monocromática (toda vermelha)
Não possuía pisca dianteiro

 
Não tinha a torneirinha de ar quente no túnel
Não tinha regulagem do encosto dos bancos
Possui a torneirinha (reserva do tanque) como nos modelos mais antigos
As peças que eram cromadas nos sedans de luxo, neste eram pintadas de branco, menos as maçanetas que eram pintadas de cinza (capos e portas)
 
 
Possuía uma única ponteira de escapamento nos 66 2º 1200cc geração a saia possuía as duas saídas
 


 

E no 67
Galão do paralamas preto
Possuía as duas ponteiras do escapamento 1300cc
A lanterna traseira era bi-color (amarela e vermelha)
Possuía pisca dianteiro sorriso curto, não era cromada e sim pintada de branco
 
 

Marchas / Velocidade real
1ª / 27 Km/h
2ª / 55 Km/h
3ª / 87 Km/h
4ª / 110 Km/h

Teste de consumo
20 Km/h / 7,2
40 Km /h / 10,2
60 Km/h / 11,8
80 Km/h / 13,7
100 Km/h / 12,3

Consume médio na estrada 22,5 litros
Consumo médio da cidade 7,5 litros
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário