domingo, 25 de maio de 2014

Bianco mas um esportivo com mecânica VW Ar

Tudo começa em 1976 no Salão do Automóvel de São Paulo. Era apresentado mais um esportivo fora de série utilizando a consagrada base Volkswagen (plataforma e conjunto motriz) aliada a uma carroceria de fibra de vidro e plástico. Este era o Bianco, projetado por Toni Bianco, famoso projetista paulista, de origem italiana, de carros de competição da década de 1960.
 

Logo de inicio já fez sucesso no salão devido ao seu atraente desenho, garantindo 180 modelos vendidos no estande da marca nos primeiros dias de salão! Como todo esportivo este seguiu a cartilha ao pé da letra: apenas 2 lugares, linhas curvas e bem aerodinâmicas, além de muito modernas para a época, o que garantia olhares e elogios por onde passava, como já dito lá no começo.


 
Devido ao seu desenho aerodinâmico o parabrisas, bem grande, garantia uma ótima visibilidade para frente e para os lados. O painel segue o padrão esportivos, com instrumentação completa, além de detalhes com aro do volante e pomo da alavanca e câmbio em madeira, interior em couro e acionamento elétrico dos vidros. Sua produção era de aproximadamente 20 carros/dia, e seus concorrentes diretos era o Puma e o Adamo, que também usavam a mesma base Volkswagen, sendo assim tendo um desempenho similar aos seus concorrentes, mas um tanto acanhado para um esportivo “de presença”: Módicos 155 Km/h de velocidade máxima e aceleração de 0-100 Km/h em “lentos’ 15 segundos



 
Em todos os modelos eram disponíveis freios a disco na dianteira, rodas largas 185/70 R13 com tala de 8' polegadas,o que garantia uma boa estabilidade mesmo usando uma suspensão bem “boqueta”. No fim das contas o carro era interessante de se guiar .
Se no assunto mecânica já deixava a desejar, no quesito acabamento e desenho davam um salto de qualidade, agradando aos mais exigentes: era o mais equipado com boa visualização,baixo nível de ruído, boa dirigibilidade e com acabamento primoroso.

 
Motor
Traseiro; 4 cilindros horizontais opostos; “Boxer” refrigeração a ar; comando central, 2 válvulas por cilindro, dois carburadores de corpo simples.
Diâmetro e curso:
85,5 x 69 mm.
Cilindrada:
1.584 cm3
Taxa de compressão:
7,2:1.
Potência máxima:
65 HP @ 4.600 RPM.
Torque máximo:
11,7 m.kgf a 3.200 rpm
Cambio
Manual 4 marchas, tração traseira
Freios:
Dianteira: Disco sólido
Traseira: Tambor
Rodas:
8 x 13 pol.
Pneus:
185/70 R 13 S.
Dimensões:
Comprimento,:3,8 m
Largura: 1,66 m
Altura: 1,16 m
Entre-eixos: 2,4 m
Peso:, 825 kg
Desempenho:
Velocidade Máxima: 150 km/h     0 a 100 km/h: 15 s
 
 
Fonte:  Best Cars Web Site
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário