quinta-feira, 13 de junho de 2013

Ultimo Fusca fabricado no mundo


Exatamente às 12h05 em Brasília, do dia 30 de julho de 2003 e após 70 anos de produção, o último exemplar da série exclusiva Última Edición saiu da linha de montagem da Volkswagen em Puebla, México.
O último Fusca fabricado e marcado com o nº 21 529 464, na cor azul aquarius, foi saudado pelos trabalhadores da fábrica mexicana e hoje faz parte do acervo do Museu Volkswagen, na Alemanha.
A série foi de 3 mil Fusca e a VW brasileira ficou com apenas 15 unidades destinado para a venda a colecionadores. 
A comercialização foi pelo sistema de venda direta pela Internet pelo preço de U$ 13,5 mil.
Segundo os cálculos da montadora, o volume de Fusca produzido supera de longe qualquer outro modelo. 
O besouro, como ficou conhecido, passou o modelo T em 16,5 milhões, em 1973.
Na Cidade do México, o uso comum do veículo era como táxi, mas também figurava como carro de polícia. Mas o modelo já não atendia mais às exigências da capital mexicana (para operar como táxi necessita ter 4 portas) e foi a causa preponderante para a descontinuação do Fusca. 
A Última Edición apresenta o Fusca em suas características mais marcantes, segundo a montadora. Desenho clássico, cor bege lunar e destaque para os frisos cromados. 
O motor, 1.6 de 4 cilindros, é o mesmo que fez do carro símbolo de resistência em sua categoria no decorrer das décadas.
Como itens de série, o Fusca possui componentes e equipamentos como alarme sonoro e visual, antena, calotas parciais cromadas, carpete no assoalho, cintos dianteiros de três pontos, cintos traseiros sub abdominais, emblema Última Edición no porta-luvas, pára-choques e ponteira do escapamento cromados, rádio CD Player com quatro alto-falantes, retrovisores externos cromados, dentre outros.






Motor com injeção eletrônica

Nenhum comentário:

Postar um comentário