segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Cambio VW AR

Componentes de um dos mais robustos e simples câmbio produzido pela industria de autos.


1. Calço Dianteiro (coxim) de Borracha com Metal
2. Alavanca Seletora dos Garfos
3. Engrenagens da 4a Velocidade
4. Engrenagens da 3a Velocidade
5. Bujão Magnético de Escoamento do Óleo
6. Engrenagens da 2a Velocidade
7. Engrenagens da 1a Velocidade
8. Pinhão
9. Engrenagem Satélite
10. Engrenagem Planetária
11. Árvore Primária
12. Colar de Embreagem
13. Eixo do Garfo da Embreagem



Como identificar os câmbios VW Os câmbios VW são identificados por uma referencia composta por duas letras antes do n° de fabricação, localizado na parte dianteira direita da caixa de marchas. A tabela abaixo mostra o código e a aplicação das caixas de cambio VW 



BC - Brasília 1300 Álcool (8 X 35) 
BL - SP2 (8 X 31) BP - Fusca 1300 e 1300L (8 X 35) 
BS - Fusca 1500/1600 (8 X 33) 
BV - Brasília, Variant, TL e Karmman-Ghia TC (8 X 33) 
PC - Variant II (8 X 33 ) 
PD – Gol BX 1300 (8 X 33 ) 
PF - Kombi 1500/1600 (7 X 36 ) 
PM – Gol BX 1600 (8 X 31) 
PT - Fusca pós 84 e Fusca Itamar (8 X 31) 
PT* - Fusca, Karmman-Ghia e Kombi 1200 (7 X 31) 

Relação diferencial cambio VW O cambio VW a ar é praticamente o mesmo entre 1960 e 2005, mudando apenas algumas relações de marcha e diferencial. - Escalonamento Até 1978 o escalonamento era o seguinte: 
1ª - 3,80:1 
2ª - 2,06:1 
3ª - 1,32:1 
4ª – 0,89:1 

Após 1979 a VW alterou a relação de 4ª marcha para 0,88:1 para diminuir o nível de ruído e, de certa forma, alongar um pouco essa marcha. - Relação de diferencial As relações de diferencial dos câmbios dos VW a ar se dividem em cinco conjuntos. 
- 7 X 31 (4,43:1) 
- 7 X 36 (5,143:1) 
- 8 X 35 (4,375:1) 
- 8 X 33 (4,125:1) 
- 8 X 31 (3,875:1) 

O primeiro, 4,43:1 Equipava os antigos 1200 até 1966 O segundo, 5,143 é exclusivo das Kombis devido a sua relação extremamente curta, enfatizando as funções utilitárias desse modelo. O terceiro, 4,375 é o que equipava os fusca 1300 e 1300L, que por ser mais curto, aproveitava melhor os 46 CV SAE do motor 1300cc. O quarto, 4,125 equipava as Variants, TLs Fuscão 1500/1600 e Brasília, pois tinha uma relação mais longa e aproveitava elasticamente a força dos 1500/1600. O último, 3,875 Primeiramente equipou o SP2 lançado em 1972. Por se bem longo, fazia o motor 1700 andar bem na estrada. Anos depois, em 1984, a VW volta a usar essa relação na nova linha equipada com o motor torque 1600. Essa relação é a mesma que equipa os Itamar. PS: Entre 1975 e 1976 o 1º lote de fuscas 1300L saiu com relação 4,125, mas essa relação era um pouco pesada para o motor 1300, então, a partir da 2ª série os 1300L passaram a sair com a mesma relação do 1300 Standard 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fusca mais antigo ainda rodando

E um modelo Käfer 1942 do alemão Otto Weymann O carro de Otto Weyman começou sua vida como um destes veículos militares. De acordo com ...